BREVE HISTÓRICO DA REDE DE ENSINO DE TREMEMBÉ 

Em 2013, a Rede Municipal de Ensino da Estância Turística de Tremembé iniciou uma gestão voltada à experimentação e implementação de um novo modo de olhar a escola. Programas e projetos propunham novas concepções de educação, que traziam princípios comuns que dialogavam como uma educação para o desenvolvimento integral do estudante

De maneira inédita no país, a Rede implementa em 2013 o Programa do Governo Federal Mais Educação para todas as escolas ao mesmo tempo, como uma política indutora para a Educação Integral. A Rede passa a oferecer três horas a mais, totalizando sete horas de permanência dos estudantes na escola, com diversas oportunidades educativas – oficinas de esportes, artísticas e culturais, além de acompanhamento pedagógico. O Programa teve uma execução criteriosa baseadas nos seus princípios.

“Essa estratégia promove a ampliação de tempos, espaços, oportunidades educativas e o compartilhamento da tarefa de educar entre os profissionais da educação e de outras áreas, as famílias e diferentes atores sociais, sob a coordenação da escola e dos professores. Isso porque a Educação Integral, associada ao processo de escolarizaçãopressupõe a aprendizagem conectada à vida e ao universo de interesses e de possibilidades das crianças, adolescentes e jovens.” (MOLL, 2012)

Logo em 2014 ocorreu a implementação de dois importantes projetos que reafirmaram os caminhos da Rede: O FAST – Famílias e Escolas Juntas (Families and Schools Together) – e o Comunidade de Aprendizagem.


O FAST – Famílias e Escolas Juntas (Families and Schools Together) é um programa internacional norte americano, premiado, baseado em pesquisas e evidências científicas que ajuda crianças a serem bem sucedidas na escola e na vida. Utiliza-se de atividades que, comprovadamente, empoderam os pais e melhoram os relacionamentos entre famílias, escolas e comunidades.  O Programa é reconhecido pela ONU como um dos melhores programas mundiais para o fortalecimento das famílias e como prevenção de drogas e delinquência. É universal, dirigido para todas as famílias, independentemente de classe social ou nível sociocultural e consiste em um conjunto de estratégias de intervenções precoces e prevenção. 

Tremembé é a única cidade do Brasil apta a desenvolver o FAST que, desde de 2014, já foi implementado todas as escolas da Rede, tendo graduado mais de 960 famílias. 


Nessa mesma perspectiva, a Rede implementa o “Comunidade de Aprendizagem”[1]. A partir de Aprendizagem Dialógica, da Participação Educativa da Comunidade e de Práticas Inclusivas, o projeto visa a uma melhora relevante para aprendizagem escolar em todos os níveis, e também o desenvolvimento da convivência e de atitudes solidárias.

Em Tremembé todas as escolas, junto às suas comunidades, tomaram a decisão e passaram pela transformação proposta na implementação das práticas. Hoje todas as escolas da Rede são Comunidades de Aprendizagem. 


Não é à toa que os três programas (Mais Educação, FAST e Comunidade de Aprendizagem) tinham como inspiração o mesmo provérbio africano

É preciso toda uma aldeia para educar uma criança

Ou seja, ações baseadas em princípios que constituíram as propostas educacionais e concepções pedagógicas da Rede. Algumas ações se tornaram práticas pedagógicas, outras foram reconhecidas como metodologias ou como garantias dos espaços de participação dos diferentes atores. 

Depois de muitos estudos e acompanhamento dos Programas supracitados, a Rede de Tremembé passa a entender que todas as práticas desenvolvidas dialogavam com os princípios da Educação Integral, e a partir de então, sua política pública educacional se constituiu em movimentos sucessivos de ampliação e aprimoramento. Fundamentalmente, Tremembé vem implementando metodologias dialógicas de ensino e de aprendizagem que garantem processos de participação e escuta nas escolas e em todo território educativo para afirmar a equidade, a contemporaneidade, a sustentabilidade e a inclusão como princípios pedagógicos para a garantia de direitos de aprendizagem para todos e cada um.

A linha do tempo abaixo está associada a uma breve descrição cronológica que indica como a Rede Municipal de Tremembé veio se articulando nos últimos oito anos para implementar a concepção de Educação Integral em suas práticas curriculares e no reconhecimento de todo seu território educativo.


[1] O Projeto Comunidades de Aprendizagem trazido da Universidade de Barcelona ao Brasil pelo Instituto Natura.  Nos anos 1990, o Centro de Investigação em Teorias e Práticas de Superação de Desigualdades (CREA), da Universidade de Barcelona validou cientificamente a metodologia das Comunidades de Aprendizagem em escolas de educação infantil, ensino fundamental e ensino médio.